No nosso cotidiano, nos deparamos com produtos feitos a partir de diferentes tipos de plásticos. Escovas de dente, embalagens de diversos produtos, sacolas de supermercados, fibras de tecidos sintéticos, encanamentos, capas para smartphones e eletrodomésticos em geral, peças de automóveis, etc. 

Isso mostra o quanto estes materiais estão sendo cada dia mais utilizados pelas indústrias, de diferentes segmentos, devido as suas principais características, como resistência mecânica, o seu baixo custo, a sua leveza, a sua praticidade na higienização e a sua sustentabilidade.

O Brasil está entre os maiores produtores de itens de plásticos do mundo. 

Segundo o último perfil apresentado pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), o país produziu 7,3 milhões de toneladas de transformados plásticos só em 2020, movimentando assim R$ 91,6 bilhões de reais. Entre os maiores consumidores estão as indústrias da construção civil (23,1%), alimentos (20,4%), artigos de comércio em varejo e atacado (9,1%), automóveis e autopeças (8,9%) e bebidas (5,8%).

Tipos de plásticos mais usados nas indústrias

As resinas termoplásticas podem ser aquecidas sem mudar as propriedades químicas e, por isso, são amplamente utilizadas devido a sua aplicabilidade diversa e a sua possibilidade de reuso e reciclagem no pós-consumo. Enquanto os termofixos, por outro lado, são materiais rígidos, porque não sofrem alterações químicas sob calor e pressão após primeira moldagem, sendo utilizados para fins mais específicos.

Aliás, temos um ebook completo desse assunto para você saber mais, clique aqui e confira!

No caso dos termoplásticos, os tipos de plásticos mais utilizados nas indústrias são:

Polietileno (PE)

Dentre os tipos de plásticos, este é o mais comum em nosso cotidiano. Sendo encontrado em embalagens de alimentos, tubos para cabos e fios, frascos e caixas de bebida, composição de coletes à prova de balas e em fibra óptica. Estima-se que, só em 2017, foram produzidas e transformadas 100 milhões de toneladas de PE, o equivalente a 34% da produção mundial. O polietileno ainda se divide em:

  • De baixa densidade (PEBD);   
  • De alta densidade (PEAD);
  • Linear de baixa densidade (LELBD);
  • De ultra alto peso molecular (PEUAPM);
  • Ultra baixa intensidade (PEUBD);
  • E média densidade (PEMD).

Polipropileno (PP)

 Diferente do polietileno, o polipropileno tem como características a rigidez, a resistência a mudanças de temperatura, transparência, brilho e baixa absorção de umidade, sendo utilizado principalmente na confecção de brinquedos, autopeças, tubos, fraldas infantis, embalagens industriais, caixotes e engradados plásticos para transportar alimentos. 

Dependendo do processo de moldagem, o PP também pode aparecer, por exemplo, na fabricação de filmes para embalagens flexíveis, escovas, vassouras, fios de tecido, tapetes, sacarias de grãos ou em xampus e garrafas plásticas.   

Policloreto de vinila (PVC)

Terceiro plástico mais utilizado no mundo, o PVC é um plástico transparente, leve, com bom isolamento térmico e acústico, resistente a temperaturas e a oxidantes, ácidos, bases e óleos. Ele é utilizado principalmente pela indústria da construção civil em produtos como esquadrias, janelas, tubulações de água ou esgotos e mangueiras devido ao fato de não propagar fogo. 

Também aparece em brinquedos, calçados, cartões magnéticos, peças decorativas, bolas, boias, colchões de ar, barcos, embalagens de alimentos, móveis, entre outros. 

Politereftalato de etileno (PET)

Os produtos feitos a partir deste plástico são resistentes a baixas temperaturas, leves, impermeáveis e rígidos. 

Este material tem sido utilizado pela indústria de alimentos e bebidas para substituir as embalagens de vidro e alumínio, sobretudo por conta da resistência, baixo custo e a possibilidade de ser reciclado em larga escala. Além disso, também aparece na produção de embalagens para detergentes e óleos, peças automobilísticas, tecidos, vassouras, fios de carpete, sacolas, frascos de bebidas e alimentos, tampas, potes, etc. 

Poliamidas (PA)

Também chamado de nylon, as poliamidas são polímeros que apresentam resistência mecânica, resistência ao impacto e a fadiga, resistência ao desgaste, resistência a temperaturas mais elevadas e resistência a fluidos polares. Costumam aparecer em fibras sintéticas, peças automotivas, conectores, cartuchos para bobinas, carcaça de utensílios eletrodomésticos, carpetes, cordas de violão, airbags, relógios, calçados esportivos, patins, barracas de camping, etc. 

Precisando de plásticos para a sua indústria?

A Compostos do Brasil trabalha com diferentes tipos de plásticos. 

E se a sua empresa precisa de outros compostos de qualidade, fique sabendo que nós temos a solução certa para o seu negócio! Solicite um orçamento agora mesmo e conheça todas as nossas soluções!