Entender o que é TPU é também compreender a fonte de diversos materiais de grande importância para a nossa rotina, já que ele está presente nas capinhas de celulares, solas de tênis e outros produtos comuns no nosso dia a dia. Mas afinal, do que ele é formado? Quais são os processos até chegar nos lares e empresas? 

O TPU é uma abreviação para termoplástico de poliuretano, que corresponde a um elastômero de poliuretano que apresenta as seguintes propriedades: elasticidade, transparência, resistência a óleos, graxa e abrasão. É por essa razão que o produto acaba sendo bastante requisitado em diferentes setores.

O que não é uma novidade, afinal,e que esta matéria-prima é bastante flexível e pode ser moldada com facilidade. Mas para entender o que é TPU é necessário, primeiro, entendermos alguns conceitos. 

O que é poliuretano?     

O poliuretano – geralmente abreviado como PU ou PUR – é um polímero bastante elaborado que possui várias aplicações e serve para dar origem a produtos diversos, como por exemplo:

  • Espumas rígidas;
  • Espumas flexíveis;
  • Vernizes;
  • Adesivos;
  • Fibras (spandex e PUL). 

Esse material foi extraído pela primeira vez em 1937 por Otto Bayer e seus colegas quando trabalhavam na empresa IG Farben em Leverkusen, na Alemanha. A necessidade de criar esse novo polímero estava relacionada à produção de fibras e espumas flexíveis, que na época, o plástico utilizado não atendia. 

Não há como negar que a chegada do poliuretano foi marcante para a história de muitos produtos que conhecemos hoje. Desde os mais simples até os mais arrojados como no caso dos automóveis.

Mas e o TPU? Quais são as aplicações que esse polímero oferece?

O que é TPU? 

 O TPU pode ser processado  por injeção e extrusão. Alguns exemplos de aplicações incluem:

Capinha de celular;

  • Solado de tênis;
  • Equipamento de proteção contra quedas;
  • Cabos e sistemas de freio;
  • Peneira para mineração
  • Entre outros.

A Bayer foi a pioneira no uso do TPU, e depois disso, as pesquisas em relação a esse termoplástico foram sendo expandidas. A indústria brasileira, em especial, se mostrou bastante disposta a investir em inovação tecnológica para utilizá-lo , justamente  por seu potencial de não se deformar, mesmo em contato com óleo e gás, o que permite seu uso em vários tipos de manufatura – do agro até a logística. 

Não há dúvidas de que o TPU ainda tem muito para avançar e suas diversas aplicações podem ser úteis para várias indústrias. Se a sua empresa precisa desse termoplástico, a Compostos do Brasil têm a solução certa para o seu negócio! Solicite um orçamento agora mesmo e conheça todas essas vantagens na prática!